Secretaria da Educação do Estado realiza cadastro dos líderes de classe

 

 

Os 42 mil líderes e vice-líderes de classe eleitos nas escolas da rede estadual de ensino já estão colocando em prática as suas atribuições. Eles são os interlocutores da turma junto à comunidade escolar e, agora, devem articular e propor melhorias para a ambiência na unidade de ensino. Um dos primeiros passos é preencher o questionário “Quem é você, líder?”, até dia 1º de julho, disponível no Portal da Educação, através do link:http://estudantes.educacao.ba.gov.br/o-que-e-ser-lider.

De acordo com Helaine Souza, coordenadora de Articulação dos Projetos Estruturantes da Secretaria da Educação do Estado, o questionário foi elaborado para identificar o perfil dos (as) líderes atuantes nas unidades escolares da rede estadual. “Os dados preenchidos subsidiarão práticas pedagógicas direcionadas ao contexto e anseios dos estudantes e poderão orientar os professores, gestores e a própria Secretaria da Educação na busca pela melhoria das aprendizagens significativas, e com foco na formação humana integral”, informa.

Além de campos para preenchimento de dados pessoais, o questionário inclui levantamento de informações sobre opções de leitura, rotina de estudos, atividades culturais, participação em movimentos sociais, utilização de redes sociais, escolha da futura profissão e outras.

Plano de Ação – Uma das principais atribuições de um líder de classe é elaboração de um Plano de Ação que contemple as necessidades da unidade escolar relativas à melhoria do processo de ensino e aprendizagem, respeitando as legislações vigentes e os trâmites administrativos da unidade escolar, contribuindo para a manutenção do clima escolar colaborativo.

Clique aqui para baixar o modelo do Plano de Ação.

O Plano deverá ser elaborado a partir de reuniões com os líderes de todos os turnos da escola e contemplar ações nas áreas administrativa, relacional e/ou pedagógica. O documento resultante das demandas e discussões coletivas devem refletir os anseios que os líderes visualizam para as suas escolas. Para isso, são pensadas estratégias para a concretização das ações contidas no Plano a ser revisado a cada dois meses.

Formação - Cada unidade de ensino deve reunir os líderes de classe e propor uma formação na qual serão discutidos alguns temas. A Secretaria da Educação está indicando três temas: ‘Educação para o Século XXI: as competências socioemocionais na escola’; ‘Curto e/ou compartilho: educomunicação, autoria e empoderamento’ e ‘O mundo, minha aldeia: sociedade de consumo x sociedades sustentáveis’.

Atenção estudantes – Últimos dias para as inscrições no ENEM

 

Os estudantes têm até esta sexta-feira (19) para fazer a inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), cujas provas serão realizadas nos dias 5 e 12 de novembro. Durante toda a semana, professores e gestores das escolas estaduais estão auxiliando os estudantes no processo. Por meio da campanha ENEM 100%, da Secretaria da Educação do Estado, as escolas estão disponibilizando os laboratórios de informática, secretarias e outras salas com computadores e acesso à Internet para que os estudantes garantam suas inscrições para o exame.
Além de apoio para as inscrições, o ENEM 100% envolve várias ações articuladas, como a realização de aulões e simulados. Para auxiliar os estudantes na preparação para as provas a Secretaria da Educação do Estado disponibiliza também mais de quatro mil conteúdos digitais educacionais no Ambiente Educacional Web. São conteúdos de todas as disciplinas das áreas de conhecimento, inclusive videoaulas, e de todos os níveis de ensino, produzidos e/ou catalogados por educadores da Rede Anísio Teixeira.
Isenção
Os estudantes da 3ª série do Ensino Médio da rede estadual de ensino possuem isenção garantida na inscrição do ENEM. Para isto, eles devem informar, no ato da inscrição, o seu CPF e a data de nascimento. Com esses dados, o sistema identifica automaticamente quem são os alunos de escolas públicas e o valor, que seria de R$ 82, é liberado. A inscrição pode ser feira através do portal do Inep.
A rede estadual tem 125 mil alunos matriculados no 3º ano do Ensino Médio aptos a realizarem o ENEM.

Interatividade nos meios digitais é destaque em campanha contra o Aedes

Uma nova campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti foi lançada pelo Governo do Estado, nesta segunda-feira (15). A ação, apresentada para estudantes da rede pública durante evento no Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira, no bairro de São Marcos, em Salvador, vai usar as redes sociais, como o Instagram, Facebook e Youtube, para ampliar o alcance da campanha e engajar públicos diversos.
Uma caravana com dois caminhões levando o cinema ao ar livre, os óculos de realidade virtual, microscópio e outras atividades, vai percorrer as escolas estaduais, da capital e do interior, com as ações da campanha. De acordo com o secretário Walter Pinheiro, a ideia é fazer com que as atividades cheguem às 1.300 unidades da rede pública. “Estamos fazendo uma campanha que leva a conscientização e uma série de ações de combate ao mosquito, com a utilização de novas ferramentas. E a campanha encontra nas escolas o ambiente ideal para fazer essas ações florescerem. Queremos que o combate ao mosquito seja debatido dentro das salas de aula, que não seja pontual, mas que faça parte de uma prática de educação e formação”, destacou.
Ao lado dos titulares das pastas estaduais da Educação, e de Comunicação, André Curvello, o secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas, ressaltou que “influenciadores digitais e vídeos com um pouco de humor estimulam o compartilhamento da mensagem, que é simples e direta: ou você toma uma atitude ou o mosquito toma conta”.
A campanha também terá anúncios em sites, jornais, revistas, outdoors, busdoors, além da exibição de comerciais nas rádios e tevês de todo o estado. Para ao secretário André Curvello (Secom), apostar na diversidade de linguagens é garantir que a mensagem chegue aos baianos. “Entendemos a importância do tema e tentamos utilizar todas as ferramentas possíveis da comunicação, no sentido de que a gente atinja o maior número de pessoas. Essa é uma campanha complexa, que já começou a ser veiculada em todos os meios ‘off’ e online. Acredito que nunca fizemos uma campanha com tanta força nas redes sociais como esta”.
Lançamento
Com o uso da tecnologia, a apresentação desta segunda-feira mostrou aos estudantes a história do Aedes aegypti e a forma como foi disseminado pelo mundo, bem como as estratégias de combate ao mosquito, que é vetor de doenças como a dengue, zika e chikungunya. “Em uma única ação utilizamos a interatividade de um vídeo 360°, propusemos uma mini gincana, apresentamos o ciclo de vida do mosquito com o auxílio de microscópios e montamos uma estrutura de mini cinema para exibir dois vídeos educativos”, explicou Fábio Vilas-Boas.
A agenda para as próximas visitas da caravana já está pronta. Confira o cronograma:
  • 15 e 16 de maio – Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira, na capital.
  • 17 e 18 de maio – Colégio Estadual Presidente Costa e Silva, na capital.
  • 19 a 26 de maio – Salvador Shopping, na capital.
  • 29 e 30 de maio – Colégio Estadual José de Freitas Mascarenhas, em Camaçari.
  • 1º de junho – Colégio Estadual Polivalente de Camaçari, em Camaçari.
Saúde na Escola
Durante o evento desta segunda-feira, os secretários estaduais da Saúde e Educação também assinaram a adesão ao novo Programa Saúde na Escola, que destina recursos federais para as escolas públicas, sejam elas municipal, estadual ou federal. Nesse sentido, algumas ações são prioritárias, como a visita de profissionais de saúde nas escolas, ações de combate ao mosquito Aedes aegypti; avaliação de Saúde bucal, e a prevenção ao uso de álcool e outras drogas. A ideia é dar atenção integral à saúde dos estudantes da rede pública através de ações de promoção, prevenção e enfrentamento das situações que podem gerar vulnerabilidade.

Secretaria da Educação do Estado promove eleição para o Colegiado Escolar

 

Com o objetivo de estimular a participação dos pais e responsáveis nas escolas, fortalecendo a educação pública, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia realiza, de 8 a 12 de maio, as eleições para o Colegiado Escolar. Para participar da eleição, pais, mães e responsáveis devem se dirigir às unidades escolares onde seus filhos estão matriculados. As escolas já têm a lista dos votantes e as urnas serão instaladas para a votação nos três turnos.

Além dos pais, mães e responsáveis, o colegiado é composto, também, por estudantes, professores e funcionários. Há, ainda, representação garantida do diretor da escola. Todos os segmentos têm direito a voto. “O Colegiado é extremamente importante porque, através dele, todos os segmentos podem dar sugestões, acompanhar e fiscalizar as ações pedagógicas e administrativas da escola. Inclusive, é uma forma de os pais estarem mais presentes no dia a dia da escola onde seus filhos estudam, podendo, portanto, contribuir com a direção da escola, fortalecer a gestão e, consequentemente, a Educação”, afirma o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.
Para garantir a maior participação possível dos segmentos, a Secretaria, por meio dos Núcleos Territoriais de Educação, tem promovido debates, encontros e reuniões com a comunidade escolar e um dos objetivos foi incentivar os interessados a se inscreverem para disputar o pleito. No Colégio Estadual Centenário, em Itapetinga (a 576 km de Salvador), na área do Núcleo Territorial de Educação de Itapetinga (NTE 8), diversas reuniões foram realizadas para definir as chapas. “Estamos aproveitando a oportunidade para incentivar a participação de representantes, fazendo encontros com interessados de todos os segmentos, além de debatermos a importância do Colegiado Escolar”, declara o diretor Amauri Menezes.

Provas oara o processo seletivo da Educação acontecem neste domingo dia (7)

 

 

Já estão disponíveis os cartões de inscrição com os locais de provas para os candidatos que irão fazer, neste domingo (7), o Processo Seletivo Simplificado promovido pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia. O processo visa a contratação, por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), de professores e profissionais da Educação. Os cartões de inscrição estão disponíveis no site: www.ibrae.com.br
As provas serão aplicadas no turno matutino, das 8h às 12h, para as funções de professor da Educação Profissional, preceptor de estágio Enfermagem, técnico de Atendimento Educacional Especializado, tradutor/Interprete de Libras, cuidador educacional, braillista, instrutor de Libras, professor, por segmento da Educação e o do técnico de nível médio/mediador. No turno vespertino, das 14h às 18h, serão realizadas as provas para professor da Educação Básica, da Educação Básica no Campo e Professor Indígena.
Vagas – A seleção visa a contratação de 2.483 professores da Educação Básica, Educação no Campo e mais 215 vagas para professor Indígena. O processo seletivo também envolve 961 vagas para a função de técnico de nível médio/mediador para o Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (Emitec).
São ofertadas, ainda, 519 vagas destinadas a professores da Educação Profissional e Tecnológica e 211 vagas iniciais para professor substituto da Educação Básica. São mais 157 vagas para preceptor de estágio de Enfermagem das unidades da Educação Profissional e Tecnológica e mais 655 vagas da Educação Especial, destinadas a técnicos de atendimento educacional especializado, tradutor/intérprete de Libras, cuidador educacional, braillista e instrutor de Libras.

Ouvidoria da Educação realiza formação com técnicos dos Núcleos Territoriais.

                                 

Técnicos dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) estão participando, nestas terça e quarta-feira (25 e 26/07), de encontro formativo promovido pela Ouvidoria da Educação em parceria com a Ouvidoria Geral do Estado (OGE). A atividade, que acontece no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, tem o objetivo de debater a Ouvidoria como instrumento de participação social e as principais atividades do órgão, que visa aperfeiçoar o atendimento prestado à população em todo o Estado.

O subsecretário da Educação, Nildon Pitombo, falou sobre a importância deste instrumento de aproximação do Estado da sociedade. “A nossa expectativa como educadores é trabalharmos no sentido pedagógico, educando o cidadão para a importância do exercício da cidadania através da instrumentalização da Ouvidoria como ferramenta de participação e controle social. Por isso, devemos estar preparados e munidos de conhecimento para evitarmos os ‘denuncismos’ e para prestarmos o melhor serviço”, afirmou.

Segundo o Ouvidor da Educação, Francisco Neto, o encontro serve também para a troca de experiências e para intensificar ações que popularizem o órgão. “Além do atendimento, temos o acesso direto às escolas por meio do projeto ‘Ouvidoria Vai à Escola’, que promove atividades para incentivar gestores, estudantes, funcionários e professores a conhecerem e procurarem o nosso trabalho. A Ouvidoria da Educação também é a responsável pela gestão da Lei de Acesso à Informação, por isso temos que estar preparados para utilizá-la e disseminá-la como processo democrático do País”.

A assessora técnica da OGE, Juçara Gonçalves Reis, destacou o papel do órgão neste atendimento ao público. “Estamos em primeiro lugar em eficácia no atendimento passivo e isso está ligado a uma boa parceria com todos os órgãos na procura da melhor resposta. Por isso, é importante que os técnicos do NTE procurem a sede da Secretária da Educação sempre que tiverem dúvidas sobre os procedimentos. Ainda lembrando, que o direito de acesso à informação é constitucional e vem cada vez mais se aprimorando”, ressaltou.

Para a técnica da Ouvidoria da Educação, Francineide Braga, do Núcleo Territorial de Educação de Juazeiro (NTE-10), “o trabalho realizado nos diversos cantos do Estado promove uma verdadeira gestão democrática. Acredito que estamos conseguindo aproximar a comunidade escolar e esse encontro acaba nos auxiliando a adquirir conhecimento e a trocar experiências com os colegas”, disse.

Participaram da abertura do encontro o diretor Geral do IAT, Severiano Alves, e o coordenador de Articulação dos Núcleos Territoriais de Educação (CONTE), José Barreto Bittencourt.

 

secretaria da Educação convoca coordenadores pedagógicos para atuação nas escolas

Com o objetivo de fortalecer o eixo pedagógico nas escolas, a Secretaria da Educação do Estado está convocando os coordenadores pedagógicos que estão fora das escolas para retornar às unidades escolares. A decisão foi publicada no Diário Oficial da sexta-feira (21) e faz parte das ações adotadas pela Secretaria para a implantação de uma coordenação pedagógica em cada colégio da rede, até o final de 2017.
“Precisamos cuidar do professor e do mais importante a ser alcançado que é o estudante. A Tecnologia é importante, mas é ferramenta, é acessório. Já a pedagogia não pode ser uma agenda, um livro, um papel. Toda escola com coordenação pedagógica, como propulsor de transformação, é o desafio pautado para toda a Secretaria da Educação, que se coloca como ferramenta, como apoio”, destaca o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.
De acordo com a Portaria nº 2675/2017, todos os coordenadores pedagógicos que estejam atuando fora da unidade escolar, com exceção para os educadores investidos em cargo de comissão, devem formalizar requerimento de remoção até o dia 3 de maio, manifestando opções pelas escolas disponíveis e indicadas pela Secretaria para a atuação. Os coordenadores pedagógicos devem protocolar o requerimento na sede do Núcleo Territorial de Educação (NTE) de seu exercício, onde indicará três unidades e os municípios de interesse para a remoção.
Para os preenchimentos das vagas serão observados critérios de classificação presentes na Portaria nº 2675/2017. É importante ressaltar que a remoção independe de autorização ou conhecimento do superior hierárquico da unidade e os casos de omissão serão resolvidos pela Superintendência de Recursos Humanos da Secretaria da Educação do Estado.

Estudantes comemoram 57 anos de unidade escolar em Macaúbas.

O Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) da Bacia do Paramirim, localizado em Macaúbas, no Núcleo Territorial de Educação de Macaúbas, (721 Km de Salvador), está comemorando 57 anos. A unidade escolar foi fundada em 18 de maio de 1960 e transformada em CETEP, em 2009. Atualmente, o CETEP tem cerca de 1.100 estudantes e oferta sete cursos técnicos de nível médio: Administração, Vendas, Comércio, Turismo, Enfermagem, Secretariado e Secretaria Escolar. Além de Macaúbas, o Centro tem anexos em Boquira, Caturama e Paramirim, contribuindo para a formação e a inserção de jovens e trabalhadores no mundo do trabalho nos locais onde vivem.
O diretor do Centro, Alan José Alcântara, destaca a importância da história da unidade para o crescimento do Território. “A unidade, desde a sua fundação, contribui para o desenvolvimento de Macaúbas e das cidades no entorno. Em 1962, foi aberto um curso normativo do magistério que proporcionou a formação de muitos professores para atuarem nas escolas da região. Também o nosso teatro foi responsável por uma mudança de hábitos da comunidade, que pode acessar este espaço cultural, além dos tradicionais desfiles do Dia da Independência e da Festa de São João, promovidos pela unidade”, conta.
A estudante do 4º ano do Curso Técnico de Ensino Médio em Secretariado, Mônica Almeida, 17 anos, tem orgulho de estudar no CETEP e diz que está feliz pelo caminho profissional que escolheu. “Estou adorando o aprendizado e tendo diversas chances de praticar, como os estágios em um escritório de advocacia e no arquivo público. A minha ideia é, após a formação, procurar um Ensino Superior para me aperfeiçoar, mas já atuar na área”, disse.
A opinião é semelhante a do estudante Márcio Santos, 18, que está no 2º ano do Curso Técnico de Ensino Médio em Administração. “Conheci o Centro por indicação de um amigo e estou, realmente, feliz por estar cursando Administração. Tenho objetivo de ser um empreendedor da minha região e tenho certeza que iniciei essa caminhada da forma mais correta”, avalia.

Estudante de Barreiras embarca nesta quarta (19) para evento no Equador.

O estudante Tailan Silva de Melo embarca, nesta quarta-feira (19), às 15h, do Aeroporto de Barreiras para o Equador. O aluno do curso técnico em Agropecuária, do Centro Territorial de Educação Profissional da Bacia do Rio Grande (CETEP), teve o projeto ‘Biomassa de banana verde como fonte alternativa de alimentação’, desenvolvido em sala de aula, selecionado para representar a Bahia, no ’13º Concurso de Proyectos Empresariales, Ciencia, Tecnologia e Innovación 2017′, que será realizado de 20 a 22 de abril, na cidade de Ambato, a 150 km de Quito, capital do Equador. Este é o principal evento internacional na América do Sul para empreendedores pré-universitários.
O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, esteve com o estudante durante a 15ª Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), realizada em março, em São Paulo, quando Tailan foi premiado em terceiro lugar na categoria Ciências Agrárias e garantiu a sua participação em Quito. “Este é um projeto que interage com a identidade do Território e com potencial de contribuir com a qualidade de vida das pessoas. São projetos assim que estamos buscando estimular na rede estadual”, afirma Pinheiro.
Mais sobre o projeto
O projeto ‘Biomassa de banana verde como fonte alternativa de alimentação’ foi desenvolvido em sala de aula no âmbito do Projeto Ciência na Escola, da Secretaria da Educação do Estado. O projeto de iniciação científica aponta as propriedades desta fonte energética e nutricional valiosíssima e que muito contribui para gerar emprego e renda para pequenos produtores. A biomassa de banana verde consiste em uma preparação feita com polpa de bananas verdes cozidas.
Durante a pesquisa, foi constatado que parte da banana em estado verde é inutilizada e desprezada a céu aberto nos períodos de colheita e da maturação do fruto e, até mesmo, na seleção para a comercialização e o transporte entre lavouras da região Oeste da Bahia. A biomassa verde impedirá este desperdício, fazendo com que o projeto tenha grande alcance social.
Sobre o evento no Equador
Esta premiação é uma parceria entre o Programa Jovens Inovadores – Programa de incentivo à Ciência, à Tecnologia e à Inovação da rede POC – rede do Programa de Olimpíadas do Conhecimento e o Programa aprender a Empreender do Equador. A Rede POC – Rede Internacional de Promoção do Interesse pela Ciência, Tecnologia e Inovação entre estudantes da Educação Básica e do Ensino Superior – é responsável pela seleção dos projetos brasileiros. Além do Brasil e do Equador, participarão da Feira projetos de estudantes da Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, México, Panamá e Peru.

Mais de 35 mil líderes de classe são eleitos nas escolas estaduais

Mais de 35 mil líderes e vice-líderes de classe foram eleitos para representar os colegas junto à direção das escolas estaduais. O resultado da eleição, realizada de 10 a 13 de abril, foi divulgado, nesta terça-feira (18), pela Secretaria da Educação do Estado. O objetivo do pleito é promover o protagonismo estudantil, de modo que os eleitos possam contribuir para a gestão democrática e participativa nas unidades escolares, tendo como foco a representação dos interesses coletivos pela melhoria da Educação.
Para exercerem as funções de líder e vice-líderes com mais propriedade, os jovens participarão de formações nas unidades escolares nos meses de maio, julho e setembro. Na ocasião, eles serão instruídos sobre suas atribuições, demandas e atividades a serem realizadas. Dentre as atribuições do líder de classe, está a elaboração de um Plano de Ação, que contemple as necessidades da unidade escolar relativas à melhoria do processo de ensino e da aprendizagem.
Cabe aos líderes, também, contribuir para a manutenção do clima escolar colaborativo; estabelecer contato permanente com os demais líderes de classe para a troca de experiências e fazer proposições para melhorias do processo educativo. Além disso, eles também devem estimular o bom relacionamento da classe, através de diálogo e propor reuniões de interesse da classe.
Processo eleitoral
O processo eleitoral mobilizou estudantes em toda a Bahia. No Centro Territorial de Educação Profissional da Bacia do Paramirim (CETEP), localizado em Macaúbas, no Centro-Sul baiano (686 km de Salvador), a eleição envolveu muita arte e cidadania. Além de eleger seus representantes, os estudantes participaram de um concurso para premiar as três urnas eleitorais mais criativas de cada turno. O tema trabalhado na confecção das urnas foi “cidadania e juventude” e os prêmios foram doces e livros.
A estudante Maria Aparecida Costa, 16, foi eleita líder de classe de uma das turmas do curso técnico em Vendas e também ajudou a customizar a urna da turma. “Fiquei muito surpresa com o resultado e, agora, vou buscar melhorias para o CETEP e ajudar os meus colegas no que for preciso. Na nossa urna, colamos imagens de estudantes de diferentes épocas e escrevemos a mensagem ‘Independente da época, exerça a sua função’ para chamar a atenção da comunidade escolar”, revela.
O vice-diretor pedagógico do CETEP, Teotônio Ferreira, fala da importância dos líderes. “Eles impulsionam o trabalho que é desenvolvido, pois acompanham a gestão administrativa e pedagógica, participam de reuniões como as do Conselho de Classe e do Colegiado Escolar, nas quais compartilham ideias e opiniões”, destaca o gestor.
No Colégio Estadual Antônio Sérgio Carneiro, em Salvador, a participação dos estudantes na eleição também muito foi ativa. É o que conta a estudante e líder eleita, Sarajane Gonçalves dos Santos, do 8° ano. “É muito bom poder representar meus colegas, propor ideias que os motivem aos estudos e a terem uma boa convivência na escola”, afirma.
Keila Sousa, 17, do 2º ano do Centro Educacional Deocleciano Barbosa de Castro, localizado em Jacobina, no Centro Norte baiano (341 km de Salvador), já está pensando nas propostas que deverá colocar em prática. “Pretendo colaborar muito com os gestores da escola, participar de reuniões e das decisões a serem tomadas”, diz a estudante.