Secretaria da Educação promove seminário para discutir oferta de cursos técnicos de nível médio em regime de alternância

A Secretaria da Educação do Estado promoveu, nestas terça e quarta-feira (24 e 25), em Salvador, o Seminário de Sistematização e Avaliação da Experiência da Pedagogia da Alternância. A iniciativa, desenvolvida em parceria com o Instituto Aliança com o Adolescente (IA), teve como objetivo avaliar o projeto de implantação de cursos técnicos de nível médio em regime de alternância na rede estadual de Educação Profissional e Tecnológica da Bahia e reuniu gestores, professores e estudantes de cinco Centros de Educação Profissional e seus anexos, localizados nas cidades de Wagner, Ipiaú, Medeiros Neto, Prado, Santo Amaro e Arataca, onde a experiência vem sendo desenvolvida.

Durante o evento, os participantes estão discutindo a oferta dos cursos técnicos em regime de alternância e, também, avaliando os resultados, desafios e avanços da proposta. A perspectiva é que sejam feitas orientações para a elaboração de documentos pedagógicos e institucionais da escola.

De acordo com o superintendente de Educação Profissional e Tecnológica do Estado, Durval Libânio Netto, a abordagem é essencial para o processo de expansão deste tipo de oferta na rede. “O projeto objetiva implantar cursos técnicos de nível médio em regime de alternância em treze Centros de Educação Profissional, contribuindo para uma melhor e mais completa formação de jovens e adultos agricultores/as familiares, pescadores e aquicultores locais, oportunizando uma formação profissional e a continuidade do percurso formativo, melhorando a produção na sua propriedade e ampliando as possibilidades de inserção social e profissional no mundo do trabalho”, afirmou o superintendente, ao acrescentar que “a proposta visa, também, instrumentalizar as conquistas em prol da Educação dos povos do campo e reconhecer o direito dessa população em ter escolas diferenciadas e que respondam aos seus interesses e anseios”.

Sobre o curso – O superintendente ressaltou que a metodologia da pedagogia da alternância, oportuniza que os estudantes, principalmente os que moram na zona rural, possam fazer o curso. “Esta pedagogia está identificada com a formação em períodos alternados de vivência e estudo na escola e na comunidade, caracterizada pela aplicação em diferentes situações de aprendizagem. Por meio da alternância, o estudante analisa sua realidade através das atividades trabalhadas nos períodos escolares e a partir de observações constantes que faz no meio sócio-profissional e no meio em que vive”, explicou.

Durante esses períodos alternados de aprendizagem, os estudantes são acompanhados por professores que os orientam em atividades educativas, promovendo o diálogo entre a teoria e a prática para dar vida às experiências do cotidiano do campo.

 

Secretaria da Educação do Estado mobiliza professores para o projeto 100% ENEM

download (7) download (8)

A Secretaria da Educação do Estado está promovendo o segundo ano do projeto ENEM 100%. O objetivo é orientar, mobilizar e fomentar a participação dos estudantes do 3º ano do Ensino Médio da rede estadual de ensino no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Para tanto, o projeto engloba ações estratégicas voltadas para o fortalecimento das aprendizagens e o Redijaê, que consiste na correção de textos, com ênfase na Redação.

Para envolver ainda mais os professores no Redijaê, a Secretaria está  convidando os educadores para serem parceiros do projeto, por meio da assinatura de um Termo de Parceria e Compromisso. O termo está sendo enviado aos gestores das unidades escolares. Os professores devem enviar os termos para o e-mail redijae2018@gmail.com e caso não tenham recebido, mas desejem participar, os educadores devem entrar em contato pelo mesmo endereço eletrônico.

O superintendente de Políticas para a Educação Básica do Estado, Ney Campello, explicou que o ENEM 100% funciona por etapas, que incluem a mobilização das unidades escolares, a inscrição e o registro dos inscritos, o fortalecimento das aprendizagens e Redijaê, e o apoio logístico para a realização das provas. Ele disse que o engajamento dos educadores no Redijaê é fundamental. “Nessa etapa do projeto, que é o fortalecimento das aprendizagens e o Redijaê, estamos cientes que a contribuição dos professores de Linguagens é de grande relevância para a produção escrita. Por isso, convocamos os educadores de Língua Portuguesa para esse importante pacto pela melhoria da habilidade de nossos estudantes na escrita, sendo parceiros do ENEM 100%”, destacou.

Os professores inscritos assumem o compromisso de articular os planos de curso e de aula, com foco na produção textual para o ENEM, utilizando como suporte os ambientes virtuais do Google e a Plataforma Anísio Teixeira. Neste caso, os professores participam de uma formação para atuar no Google Classroom, sala de aula virtual do Redijaê, e na Plataforma Anísio Teixeira, para a avaliação das redações, a partir dos parâmetros do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).

Redijaê – A ação, que faz parte do projeto Enem 100%, propõe que os estudantes escrevam e enviem suas redações para o ambiente virtual da Plataforma Anísio Teixeira. Os textos são analisados por professores da rede estadual e por estudantes de universidades públicas e particulares e devolvidas para os alunos, com as observações necessárias para o aperfeiçoamento da escrita dissertativa. O projeto permite o envio de duas redações por estudante.

 

Pinheiro dialoga com Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações sobre projetos para a Bahia

A inovação e a tecnologia estão contribuindo para fortalecer o eixo pedagógico nas escolas estaduais. Tem sido assim, por exemplo, por meio do projeto e-Nova Educação, implantado pela Secretaria da Educação do Estado em parceria com o Google. Agora, o secretário da Educação, Walter Pinheiro, dialoga com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), buscando parceria para novos projetos para a Bahia.

Para tanto, Pinheiro solicitou audiência com o ministro do MCTIC, Gilberto kassab, com quem se reuniu, nesta terça-feira (24), em Brasília. Um dos pontos de pauta foi o apoio para a implantação de banda larga nas escolas da rede estadual. “Estamos trabalhando para que todas as nossas escolas tenham uma cobertura de banda larga de alta velocidade, seja por meio de fibra ótica, satélite ou via rádio, até o final do ano. Já estamos em curso com a instalação de 320 pontos de satélite no interior e já consolidando este processo nas escolas estaduais em Salvador”, afirmou Pinheiro.

O secretário destacou que esta estruturação é fundamental para que os estudantes acessem os conteúdos que estão sendo disponibilizados pela Secretaria por meio de diferentes plataformas digitais. “A tecnologia é uma ferramenta importante para o pedagógico, de modo que os nossos estudantes possam acessar todos os conteúdos digitais educacionais que estamos disponibilizando, por meio de projetos como o e-Nova Educação, que temos em parceria com o Google”, destacou.

Durante o encontro com o ministro, Pinheiro também alinhou a participação do MCTIC no XIX Encontro Internacional Virtual Educa, um dos maiores encontros internacionais de tecnologia aplicada à Educação da América Latina, que será realizado pela primeira vez na Bahia, de 4 a 8 de junho. O evento contará com a participação de renomados pesquisadores brasileiros e estrangeiros e será realizado no Centro de Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado, que funcionará no antigo ICEIA, no bairro do Barbalho. O espaço passa por ampla reforma e requalificação.

Saiba mais sobre o Virtual Educa: www.educacao.ba.gov.br

Secretário Walter Pinheiro articula parceria com a Ericsson

O Centro de Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado, que será inaugurado nas instalações do antigo ICEIA, abrigará uma série de cursos voltados para a comunidade escolar, inclusive, nas áreas de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I). O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, já está buscando parcerias estratégicas com este objetivo e, nesta terça-feira (24), participou de encontro, em São Paulo, com representantes da Ericsson, que participarão do XIX Encontro Internacional Virtual Educa, um dos maiores eventos internacionais de tecnologia aplicada à Educação da América Latina, que será realizado pela primeira vez na Bahia, de 4 a 8 de junho, no Centro de Formação e Eventos.

Pinheiro, enquanto senador da República, participou das tratativas para a implantação da Ericsson no Parque Tecnológico da Bahia para o desenvolvimento de projetos em Tecnologia da Informação. “Agora, abrimos com Ericsson um diálogo para participação no Virtual Educa, com a proposta de legado na área de formação. Após o Virtual Educa vamos, em parceria com a Ericsson, implantar no Centro de Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado cursos de formação de profissionais e unidades de desenvolvimento integrados ao Centro de Desenvolvimento da Ericsson no Parque Tecnológico”, destacou.

            .

Além da Ericsson, outras parcerias também estão sendo firmadas pela Secretaria da Educação do Estado para fortalecer o eixo pedagógico das escolas. Com a Google Educação, a Secretaria lançou, em março deste ano, o e-Nova Educação, projeto inovador que permite o uso pedagógico de tecnologias digitais em sala de aula, integrando acesso à internet de alta velocidade com os dispositivos móveis chamados Chromebooks, contextualizando a Educação do século XXI e contribuindo para melhorar a qualidade da Educação. A iniciativa também contempla formação de professores.

Outra parceria já firmada pela Secretaria é com a Fundação Telefônica Vivo, por meio do projeto Inova Escola, lançado, inicialmente, no Colégio Estadual Norma Ribeiro, no bairro de Arenoso, em Salvador. O principal objetivo do ‘Inova Escola’ é o fomento à experimentação e ao desenvolvimento de novos modelos de aprendizagem apoiados por tecnologias digitais, buscando contribuir para a transformação da educação brasileira por meio da inovação educativa e estimular o desenvolvimento de competências do século XXI em estudantes e educadores, ampliando suas perspectivas de futuro.

 

“Estamos ampliando o leque de parcerias para fortalecer o programa Educar para Transformar. Todas as parcerias visam o eixo pedagógico, com cursos de duração plena, curta duração, projetos estruturantes, Ciências na Escola, bem como formação técnica. Temos, por exemplo, uma sólida parceria com o Senai/ Cimatec; com outras secretarias de Estado, pelo projeto Escolas Culturais; com o SEBRAE, com foco na formação técnica, e com a Coelba, com projetos voltados para a eficiência energética e a instalação de placas solares nas escolas”, destacou Pinheiro.

 

Virtual Educa: Secretário Pinheiro se reuniu com entidades do setor de Tecnologia da Informação e Comunicação

Com o objetivo de apresentar o Encontro Internacional Virtual Educa 2018 para as empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, participou de um encontro com diversas entidades representativas do setor, na manhã desta quarta-feira (25), na sede da Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex), em Brasília. A atividade contou também com representantes da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro), Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes), Federação Nacional das Empresas de Informática (Fenainfo) e da Brascom.

“Foi um encontro muito produtivo, onde pudemos apresentar para os representantes do setor de TIC as diretrizes do Virtual Educa na Bahia, para que eles possam se envolver na consolidação da parte empresarial deste que é um dos maiores encontros internacionais com foco nas inovações e tecnologias aplicadas à educação”, frisou Pinheiro.

De acordo com o presidente da Softex, Ruben Delgado, a receptividade das entidades ao que foi apresentado pelo secretário Pinheiro não poderia ser melhor. “As entidades aqui representadas ficaram muito entusiasmadas com a oportunidade da discussão da educação para o século XXI, usando tecnologia como ferramenta imp-ortante neste processo, e garantiram presença no evento”, ressaltou Delgado.

O XIX Encontro Internacional Virtual Educa, um dos maiores encontros internacionais de tecnologia aplicada à Educação da América Latina, será realizado pela primeira vez na Bahia, de 4 a 8 de junho, e contará com a participação de renomados pesquisadores brasileiros e estrangeiros. O encontro marcará a inauguração do Centro de Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado. O Centro, que funcionará no antigo ICEIA, no bairro do Barbalho, em Salvador, passa por ampla reforma. Os educadores e pesquisadores que desejarem apresentar trabalhos acadêmicos durante o Virtual Educa devem realizar as inscrições até o dia 30 de abril, pelo endereço:virtualeduca.org/encuentros/bahia2018/PT/ponencias

 

Pinheiro apresenta o Virtual Educa para secretários estaduais de Educação de todo o Brasil

 
O secretário da Educação do Estado da Bahia, Walter Pinheiro, participou, nesta terça-feira (24), da II Reunião Extraordinária do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), em Brasília. A atividade marcou a transmissão da presidência do Consed do ex-secretário de Educação do Ceará, Idilvan Alencar, para a secretária de Educação do Estado do Mato Grosso do Sul, Cecilia Motta. Na ocasião, Pinheiro apresentou aos secretários e ao ministro da Educação, Rossieli Soares, ações que vêm sendo adotadas pelo Governo do Estado da Bahia para fortalecer o eixo pedagógico das escolas e falou sobre o XIX Encontro Internacional Virtual Educa, um dos maiores eventos mundiais sobre inovação e tecnologia aplicadas à Educação, que irá acontecer, pela primeira vez na Bahia, entre os dias 4 e 8 de junho.
“A essência dos debates neste encontro se concentram nas soluções e na superação das barreiras e dificuldades para fazer a Educação fluir e o cumprimento das Metas do Milênio. Este ano, incluímos o continente africano, que não participou das edições anteriores. A ideia é que a gente apresente no Virtual Educa algumas soluções que temos no Brasil e, por isso, estamos convidando representantes de alguns estados para que possam palestrar. Vamos também aproveitar o Virtual Educa para fazer o lançamento de um programa do Banco Mundial, o Think Blue, que trata a economia do mar e sua sustentabilidade vinculada a Educação. Vamos tratar também da questão da gestão escolar e para isso teremos mesas temáticas, apresentação de trabalhos científicos, oficinas e experiências. O Consed, inclusive, terá uma participação especial na mesa de abertura”, afirmou Pinheiro.
O Virtual Educa será realizado no Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Apoio Educacional e Tecnologia da Informação Isaías Alves (antigo ICEIA), no bairro do Barbalho, que está sendo transformado pelo Governo do Estado num grande centro de eventos e formação. Paralelamente, o Virtual Educa envolverá o Fórum Global de Educação e Inovação “Cooperação Sul-Sul”, voltado para representantes governamentais e de instituições internacionais, a ser realizado no Porto de Salvador. A edição deste ano do Virtual Educa, que tem como tema “Educação para transformar a sociedade em um espaço multicultural único”, contará com apresentações de trabalhos de professores e profissionais da Educação, além de apresentações de diversos palestrantes, dentre eles, escritores e pesquisadores brasileiros e estrangeiros.

Governo do Estado investe mais de R$ 15 milhões em bolsas para estudantes universitários pelo Programa Mais Futuro

download (5) download (6)

 

O Mais Futuro, maior programa estadual de assistência estudantil, chega ao segundo ano, com investimento total de R$15.220.900,00. Promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação, a iniciativa busca garantir a permanência dos estudantes que se encontram em condições de vulnerabilidade socioeconômica nas quatro universidades estaduais (UNEB, UEFS, UESC e UESB). Até o momento, foram atendidos 8.303 estudantes que recebem bolsas de auxílio permanência, de R$ 300 ou R$ 600, ou vagas de estágio, percebendo R$ 550, em órgãos públicos e privados.

O secretário da Educação, Walter Pinheiro, destaca a importância do programa que segue a estratégia política do Estado de proporcionar o aprendizado e preparação do estudante até sua entrada no mundo do trabalho. “Estamos desenvolvendo um eixo pedagógico voltado para um novo perfil de oferta na educação. É proporcionar ao estudante da educação básica optar pelo que mais se identifica, seja na arte, cultura, ciência, empreendedorismo, curso técnico ou universidade. Então, o Mais Futuro vem garantir que o aluno saia do Ensino Médio e tenha a garantia de poder cursar e finalizar o Ensino Superior, principalmente para os de baixa renda, que por muitos motivos acabam abandonando a universidade. Com o programa, o Governo do Estado está garantindo esse direito aos jovens que optam pelo nível superior”, afirma.

A estudante do 6º semestre, do curso de Biologia, Helena Dantas, 27 anos, da Universidade Estadual do Sul da Bahia (UESB), em Vitória da Conquista, é uma das beneficiada e fala sobre a importância do Mais Futuro para sua vida. “O surgimento do Mais Futuro me deu a oportunidade de continuar na universidade. Moro no município de Livramento de Nossa Senhora, a 206 km, e estava passando por dificuldades financeiras, porque meu pai tinha ficado desempregado e não tinha a quem recorrer, apesar dos sacrifícios que já vinha fazendo para me ajudar. Com a bolsa de R$600 estou podendo garantir minha permanência, cobrindo custos de moradia e ajudar no dia a dia do curso”, contou.

Já a estudante Quetilen Souza, 20, 2º semestre de Fonoaudiologia, na Universidade Estadual da Bahia (UNEB), em Salvador, destacou que sem o Mais Futuro seria muito difícil a sua permanência na UNEB. “Acho que um dos grandes benefícios é podermos seguir sem uma dependência dos pais. Minha família não tem muitas condições e a bolsa ajuda a poupá-los de mais esse custo. Com o auxílio, divido um aluguel com outras colegas e ainda utilizo para adquirir materiais para as disciplinas. Sou muito grata porque vim de Botuporã, a 712 Km, perto da divisa com Minas Gerais, e tenho a condição de estudar em Salvador no curso que escolhi para minha profissão”, ressaltou.

Inscrição - Para participar do Mais Futuro, o estudante precisa estar devidamente matriculado, frequentando a universidade e ter cadastro no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais). A inscrição é aberta, sempre no final e início de cada semestre, e deve ser feita pelo site www.maisfuturo.educacao.ba.gov.br. Existem três tipos de auxílio permanência: Básico, de R$300, para estudantes que residem a menos de 100 km da universidade; Moradia, de R$600, para estudantes que residem a mais de 100 km da universidade; e Complementar, caso o aluno receba algum auxílio da universidade ou prefeitura, por exemplo, que é complementado com a diferença pelo Mais Futuro.

Além do auxílio permanência, que é oferecido até 2/3 do curso, o estudante também pode optar pelo estágio, segundo explica o coordenador do Programa Mais Futuro, José Carlos Sodré, da Secretaria da Educação. “O estudante tem esta opção a partir da publicação de editais. O estudante que já realizou 2/3 do curso, não tem mais direito à bolsa de permanência, mas o programa Mais Futuro dá a opção de ele ingressar em um estágio que vai lhe proporcionar uma renda para finalizar a universidade”, elucida Sodré, ao ressaltar que, após a homologação dos pedidos do auxílio pela Secretaria da Educação, os bancos avaliam os documentos via Receita Federal para verificar a veracidade. “Caso haja alguma incongruência nos documentos ou o candidato tenha alguma pendência, como no título de eleitor ou militar, por exemplo, o auxílio fica retido até que ele resolva essas questões”, acrescentou.

 

Estudantes participam das Conferências Territoriais Infantojuvenis pelo Meio Ambiente na capital e no interior

download (4)

A Secretaria da Educação do Estado promove, a partir desta quinta-feira (25) até 30 de abril, as Conferências Territoriais Infantojuvenis pelo Meio Ambiente. Esta é mais uma etapa preparatória para a III Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente – As escolas da Bahia cuidando das águas, que acontecerá de 7 a 9 de maio, em Salvador. Nesta quarta-feira (25), as Conferências Territoriais serão realizadas envolvendo escolas dos núcleos deBom Jesus da Lapa (NTE 2), Valença (NTE 06) e Vitória da Conquista (NTE 20). Na quinta-feira (26), as territoriais estão programadas para Itabuna (NTE 05), Itapetinga (NTE 08), Itaberaba (NTE 14), Ribeira do Pombal (NTE 17), Paulo Afonso (NTE 24) e Salvador (NTE 26).

Nas Conferências Territoriais, as escolas irão apresentar os trabalhos desenvolvidos em sala de aula durante a etapa escolar e escolhidos nas seleções municipais. A Escola Estadual Fernando Guedes Andrade, no município de Gandu (a 295Km de Salvador), é uma das unidades da rede estadual que participará da seletiva do núcleo de Valença (NTE 06), que acontecerá no Colégio Estadual Gentio Paraíso. A comunidade escolar está bastante envolvida, conforme explicou a diretora Jailma Pires. “Fizemos uma comitiva com 15 pessoas, entre professores e estudantes, para participar da seletiva. Vamos levar todos os delegados que participaram das discussões na etapa escolar, além dos delegados eleitos, que estão muito bem preparados”, comenta.

O Centro Integrado de Educação (CIE) Navarro de Brito é uma das unidades que participará da etapa territorial, na quinta-feira, no NTE de Vitória da Conquista (NTE 20), município localizado a 509 km de Salvador. “Os meninos ficaram muito felizes quando souberam que o projeto deles tinha sido classificado e já estão ansiosos e animados para apresentarem na seletiva territorial”, conta a diretora Naiara Oliveira.

O projeto dos estudantes do Colégio Estadual Rafael Spínola, também em Vitória da Conquista, está entre os classificados para a seletiva territorial. “Na etapa municipal, os estudantes vibraram muito quando ouviram o nome do colégio como um dos selecionados para a territorial. Participar desta etapa é muito importante para eles, porque se sentem mais estimulados e podem ver que têm potencial para ir além da escola”, comenta o diretor Daniel Andrade.

O coordenador de Educação Ambiental e Saúde do Estado, Fábio Barbosa, explica a importância desta etapa. “Iremos aprofundar o debate das questões socioambientais dos territórios e, em especial, as relacionadas à água. Também serão eleitos os delegados e delegadas que representarão os territórios na etapa estadual, em conformidade com o regulamento estadual e teremos a escolha dos projetos prioritários nos territórios”, afirma.

Segundo Fábio, durante este processo acontece uma articulação entre o NTE e as diretorias da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME/BA), para a formação de uma Comissão Organizadora Territorial (COTE) que avaliará os projetos.

Programação das Conferências Territoriais

NTE 01 – Irecê –  27/04/2018.

NTE 02 – Bom Jesus da Lapa –  25/04/2018.

NTE 03 – Seabra –  30/04/2018.

NTE 05 – Itabuna – 26/04

NTE 06 – Valença – 25/04

NTE 08 – Itapetinga – 26/04/2018.

NTE 09 – Amargosa –  02/05/2018.

NTE 11 – Barreiras –  27/04/2018.

NTE 12 – Macaúbas – 27/04/2018

NTE 13 – Caetité –  27/04/18.

NTE 14 – Itaberaba –  26/04/2018.

NTE 16 – Jacobina –  27/04/2018.

NTE 17 – Ribeira do Pombal –  26/04.

NTE 18 – Alagoinhas –  02/05/2018

NTE 20 – Vitória da Conquista –  25/04

NTE 21 – Santo Antônio de Jesus – 27/04/2018.

NTE 24 – Paulo Afonso – 26/04.

NTE 25 – Senhor do Bonfim – 27/04/2018.

NTE 26 –Salvador – 26/04/2018.

Virtual Educa Bahia 2018 inscreve para a apresentação de trabalhos científicos até 30 de abril

download (3)
Os educadores, estudantes e pesquisadores que desejarem apresentar trabalhos acadêmicos durante o XIX Encontro Internacional Virtual Educa, um dos maiores encontros internacionais de tecnologia aplicada à Educação da América Latina, que será realizado, pela primeira vez na Bahia, entre os dias 4 a 8 de junho, devem realizar as inscrições até o dia 30 de abril, pelo endereço:  <virtualeduca.org/encuentros/bahia2018/PT/ponencias>.

A seleção dos trabalhos será feita por uma comissão científica internacional. O resultado final dos selecionados será publicado no dia 11 de maio. Também seguem abertas as inscrições para a participação no evento, até 20 de maio, através do link <virtualeduca.org/bahia2018/inscripcion/>. Para professores e profissionais de Educação das redes municipal, estadual e federal do Estado da Bahia as inscrições são gratuitas.

O Virtual Educa reunirá grandes personalidades da área de Educação do Brasil, da América Latina, Caribe e da África e terá como tema “Educação para transformar a sociedade em um espaço multicultural único”. As atividades acontecerão no novo Centro de Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, a ser inaugurado no antigo ICEIA, no bairro do Barbalho, em Salvador. Paralelamente, o Virtual Educa envolverá o Fórum Global de Educação e Inovação “Cooperação Sul-Sul” voltado para representantes governamentais e de instituições internacionais, a ser realizado no Porto de Salvador.

Sustentabilidade – O Virtual Educa opera por meio de uma aliança de organizações internacionais, agências multilaterais e instituições públicas e privadas, reunindo os setores público, empresarial, acadêmico e da sociedade civil. A 19ª edição do Encontro marcará o lançamento do programa Think Blue, do Banco Mundial, que visa estabelecer um marco mundial sobre a economia do mar, com foco na sustentabilidade e na economia sustentável. No ano passado, o evento reuniu mais de 29 mil pessoas em Bogotá, na Colômbia.

Saiba mais sobre o Virtual Educa no Portal da Educação: www.educacao.ba.gov.br

Secretário Walter Pinheiro empossa novos membros do Conselho Estadual de Educação da Bahia

download (2) download

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, empossou os novos membros do Conselho Estadual de Educação da Bahia (CEE), nesta segunda-feira (23), durante sessão especial do CEE. A cerimônia foi realizada no auditório do Centro Estadual de Educação Profissional Empreende Bahia (CEEP), em Salvador. Foram empossadas a presidente Anatércia Ramos Contreiras, e a vice-presidente Mere Suely Oliveira, para o biênio (2018-2020), além dos conselheiros titulares e suplentes, que cumprirão o mandato de quatro anos (2018-2020).

Na ocasião, Pinheiro ressaltou a importância do Conselho e os desafios da gestão. “São membros que chegam com um nível de inserção e preparação sobre Educação Indígena, do Campo, Quilombola, representantes das secretarias municipais, da área da Educação Profissional, Educação Inclusiva e de todos os aspectos que vão norteando a nossa participação em um Conselho a partir do que a gente pode elaborar para esse novo perfil da Educação e, portanto, preparando o Conselho para a gente caminhar de forma acelerada nessa transformação pedagógica e que nós precisamos levar para as escolas. O Conselho pode nos ajudar muito nisso e eu espero que os novos conselheiros estejam completamente imbuídos nessa tarefa”, destacou.

A atual presidente do CEE, Anatércia Ramos Contreiras, assumiu a presidência para o seu segundo mandato e destacou as novas perspectivas à frente do Conselho. “A intenção é que a gente possa dar continuidade ao primeiro mandato, porque a gente estabeleceu um plano de metas identificando quais são as prioridades e necessidades do Conselho, do que precisa melhorar e avançar no plano interno. No plano externo, já temos muitas ações planejadas no que diz respeito à própria interiorização do Conselho. São ações tanto com os Núcleos Territoriais de Educação, por meio da articulação com a própria Secretaria da Educação do Estado, como a articulação com a Undime e com os conselhos municipais”.

Para a vice-presidente do Conselho empossada, Mere Suely Oliveira, que atuou como conselheira por dois anos, exercer a função de vice-presidente será um grande desafio. “Me sinto honrada com este voto de confiança dos conselheiros e da presidente Anatércia para fazermos uma gestão compartilhada. O Conselho, que está próximo a seus 176 anos, vem trabalhando com muito compromisso para ajudar neste Estado na tão sonhada Educação de qualidade que a gente vem buscando”, salientou.

A cerimônia também contou com a presença do presidente do Conselho em exercício, Clímaco Dias, do ex vice-presidente Wellington Araújo Silva, do Reitor da UNEB, José Bites de Carvalho e do superintendente de Políticas para a Educação Básica da Secretaria da Educação do Estado, Ney Campello.